Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

Bolo Cítrico recheado com frutas

Ingredientes:

bolo:
7 ovos;
250 g de açúcar amarelo;
raspa de 1 limão;
raspa e sumo de 1 laranja;
300 g de farinha de trigo com fermento;
1 + 1/2 c. (de chá) de fermento em pó.

recheio:
1 embalagem de queijo-creme light;
1 iogurte natural cremoso;
morangos q.b.;
abacaxi q.b.

cobertura:
3 claras;
2 c. (de sopa) de açúcar em pó;
corante culinário vermelho;
confeites coloridos;
morangos q.b.

Preparação:

Bater as claras em castelo com uma pitada de sal e reservar.
Bater as gemas com o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada, adicionar as raspas de limão e de laranja, o respectivo sumo e continuar a bater.
Juntar a farinha e o fermento e misturar bem.
No fim, incorporar as claras em castelo na massa.
Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 45 minutos, numa forma de fundo amovível, untada e polvilhada; cobrir o bolo com uma folha de alumínio nos primeiros 20 minutos de cozedura.
Entretanto, preparar o recheio: bater o queijo-creme com o iogurte até obter um creme firme.
Arranjar os morangos e o abacaxi, cortando em pequenos pedaços.
Adicionar a fruta ao creme de queijo e iogurte, envolvendo bem.
Depois do bolo cozido, retirar e deixar arrefecer.
Cortar o bolo ao meio no sentido longitudinal, deixando arrefecer um pouco mais.
Rechear o bolo com o creme de fruta e cobri-lo com a metade superior.
Para a cobertura, bater as claras em castelo, misturando o açúcar em pó mesmo antes de atingir o ponto; entretanto, misturar umas gotas de corante continuando a bater.
Cobrir o bolo na parte superior e lateral com o merengue.
Polvilhar com os confeites coloridos e enfeitar com metades de morango.
Resultou num bolo muito fresco (esteve no frigorífico de um dia para o outro, mas sem a cobertura - esta foi feita algumas horas antes e o bolo foi, de novo, para o frio) e apreciado pelos convidados e aniversariante - o meu Pai!

Nota: receita da massa do bolo adaptada daqui.

Muffins de Aveia e Chocolate com aroma de Limão

Ingredientes:
(18 unidades)

225 g de farinha de trigo com fermento;
2 c. (de chá) de fermento em pó;
raspa de 1 limão;
50 g de flocos de aveia;
50 g de açúcar mascavado claro;
1 iogurte natural;
4 c. (de sopa) de óleo de girassol;
200 ml de leite magro;
1 ovo;
100 g de pepitas de chocolate semi-amargo.

Preparação:

Pré-aquecer o forno a 170ºC.
Forrar um tabuleiro com forminhas de papel frisado e reservar.
Numa tigela, juntar a farinha e o fermento, a raspa de limão, a aveia e o açúcar.
Noutra tigela, misturar o iogurte, o óleo, o leite e o ovo.
Juntar a mistura líquida, aos poucos, aos ingredientes secos e adicionar também as pepitas.
Envolver todos os ingredientes, com uma colher de pau, sem mexer demasiado.
Encher as forminhas com a massa até 2/3 da sua capacidade, polvilhar com flocos de aveia (facultativo) e levar ao forno cerca de 15 minutos.
Óptimos para o lanche!

Nota: receita adaptada daqui

Rua Sésamo


Que saudades desta revista!

Nas minhas arrumações de fim/início de ano, fui desencantar as minhas "Rua Sésamo" e resolvi levá-las para a escola...
Quer dizer, resolvi e "desarresolvi" logo de seguida, porque elas, apesar de terem quase 20 anos, continuam atuais, cheias de ideias giras para os mais pequenos: jogos, histórias, poemas, adivinhas, bandas desenhadas...
E lá vou eu ter de fazer "scaner" com algumas coisas, porque não me desfaço das minhas revistinhas.


Infelizmente, só acaba o que é bom!

Rapidinha de segunda

Justina, no leito de morte, decidiu confessar ao seu António:
"Toino, sabis? O nosso filho más velho nã é tê filho!"
O António, muito tranquilo, responde-lhe:
"Dêxa lá Justina, nã há nenhum problema... !"
 
Justina, muito intrigada com toda a calma do seu António, suplica-lhe:
"Escuta lá Toino!!! Vê se intendes! Estou a dezêr-te que o tê filho não é teu, homem de Deus!!"
 
E o António muito serenamente responde-lhe:

"Pois, pois... eu entendi, Justina."


"Ai, Jisus!! Por que raios então tu não estás zangado e ficas tãn tranquilo?"
 
Finalmente, o António responde:
"Pois... sabes Justina, que este filho tambêm não é tê filho!!!?"
 
Justina indignada rebate:
"Como não é mêu, homem de Deus?
Sê carreguê o infliz na minha barriga durante nove meses?!"
 
António responde:
"Justina, lembras-te quando tu estavas na maternidade me pediste para trocar o menino, queli estava todo cagado?

Pois bem... eu troquê-o por um limpinho que estava ao lado."

Mousse de Ananás

Ingredientes:

1 lata de leite evaporado (colocado no frio, frigorífico ou congelador, algumas horas antes);
1 lata de ananás pequena;
1 saqueta de gelatina de ananás (sem açúcar).

Preparação:

Abrir a lata do ananás, retirar o sumo e levar ao lume com a gelatina de ananás (mexendo bem para dissolver), deixar ferver e reservar.
Quando o leite estiver bem gelado, colocar numa taça e bater com a batedeira alguns minutos até aumentar de volume (comigo, acho que triplicou, achei espantoso!).
Depois de ficar espesso, juntar o sumo + gelatina, adicionar o ananás previamente cortado em pedacinhos, e envolver muito bem até ficar homogéneo.
Colocar numa taça grande ou tacinhas individuais e levar ao frio de um dia para o outro.
Se desejar, poderá enfeitar com rodelas ou pedaços de ananás (eu ñ o fiz, pois coloquei tudo na mousse).
É uma mousse super fresca, pouco doce, mas muito saborosa! Uma óptima sobremesa para dias quentes e depois duma refeição menos leve.

Nota: receita daqui (mais uma excelente sugestão!)

Amarradas à vida

A notícia das velhinhas que morreram amarradas a uma cama chocou muita gente.
Mas, para ver pessoas amarradas a camas, basta fazer uma visita  a qualquer hospital...
É horrível de se ver, mas deve ser ainda muito pior de viver.

A mim, o que me choca mesmo nestes casos, é continuarmos a insistir em ter pessoas muito idosas e irremediavelmente doentes, amarradas à vida.



Quadrados de Chocolate e Amêndoa

Ingredientes:

Bolo:
5 ovos;
120 g de açúcar amarelo;
100 g de margarina;
150 g de chocolate em pó;
50 g de farinha de trigo com fermento;
50 g de farinha Maisena (amido de milho);
1 c. (de chá) de fermento em pó;
50 g de amêndoa moída.

Cobertura: 1 embalagem de queijo-creme light + açúcar em pó q.b. + confeites coloridos

Preparação:

Derreter 75 g da margarina e juntar o chocolate em pó.
Bater muito bem o açúcar e as gemas até ficarem esbranquiçadas e acrescentar o creme de chocolate, misturando bem e reservar.
Peneirar as farinhas juntamente com o fermento e depois juntar a amêndoa moída, incorporando no preparado de chocolate, alternando com as claras, previamente batidas em castelo firme.
Deitar o preparado numa forma redonda, previamente untada e polvilhada.
Levar a cozer ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 40 minutos.
Depois de cozido, retirar o bolo do forno e desenformar sobre uma grelha.
Deixar arrefecer completamente antes de cortar em quadrados.
Para a cobertura, bater o queijo-creme com açúcar em pó a gosto até obter a consistência desejada.
Cobrir os quadrados de chocolate com o creme a gosto.
Polvilhar com confeites coloridos e levar ao frio até ao momento de servir.

Nota: quando resolvi fazer este bolo, a minha ideia era recheá-lo, mas qual o meu espanto aquando terminado o tempo de cozedura e ele não tinha crescido! Tive que o congelar e fazer outro bolo diferente. Passadas alguma semanas, deixei o bolo a descongelar durante a noite; no dia seguinte, cortei em quadrados e fiz a cobertura de queijo-creme. Devo dizer (e quem provou) que a massa é consistente (não é uma massa fofa), mas saborosa. O sabor do chocolate com a amêndoa combina bem e a cobertura do queijo-creme resulta bem em alternativa às natas/chantilly.

Rapidinha de segunda

Um passageiro toca no ombro de um taxista para lhe fazer uma pergunta.

O taxista grita, perde o controlo do carro, quase choca com um camião, sobe o passeio e entra por uma montra dentro...

Por um momento não se ouve nada dentro do táxi até que finalmente o taxista diz:
- Olhe amigo, não volte a fazer isso nunca mais! Quase que me matou com o susto!

O passageiro pede desculpa e diz:

- Nunca pensei que fosse assustar-se tanto só porque lhe toquei no ombro!

Responde o taxista:

 - O que se passa é que hoje é o meu primeiro dia de trabalho como taxista.
- E o que é que fazia antes?
- Fui condutor de um carro funerário durante 25 anos'

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D