Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

Bolo de tangerina


Estamos no tempo das tangerinas, por isso é uma boa altura para fazer este bolo super delicioso.

Ingredientes:

5 ou 6 tangerinas
1 decilitro de óleo
180 gramas de açúcaramarelo
4 ovos inteiros
1 iogurte natural(pus 1 iogurte grego de citrinos)
300 gramas de farinha
2 colheres de chá de fermento em pó

Preparação:

Barrar com margarina uma forma redonda, sem buraco.
Forrar o fundo com papel vegetal e voltar a untar.
Cortar em rodelas finas 2 tangerinas e tapar com elas o fundo da forma.
Polvilhar com 2 colheres de sopa do açúcar.

Num liquidificador juntar 2 tangerinas partidas aos bocados (com casca, mas sem as grainhas), e mais 2 tangerinas sem casca, o óleo, o restante açúcar, e o iogurte.
Deixar triturar bem até não se verem bocados das tangerinas e ficar uma mistura homogénea.
Deita-se esta mistura para uma taça e junta-se a farinha, peneirada com o fermento.
Bater bem.
Deitar esta mistura sobre as tangerinas.
Vai ao forno a 180º, durante 45 a 50 minutos.



Rolo de Natal



Ingredientes:

Da torta: 
50 g de farinha
50 g de cacau em pó
100 g de açúcar
3 ovos grandes
1 colher de sopa de água quente

Do recheio 
125 g de framboesas (usei congeladas)
200 g de natas
100 g de açúcar em pó

Da cobertura 
150 g de chocolate de leite
75 g de manteiga à temperatura ambiente

Preparação: 

Para preparar a torta, batem-se os ovos com o açúcar até aumentar de volume (cerca de 10 minutos a bater).
Acrescenta-se a farinha e o cacau, envolvendo sem bater.
Por fim, borrifa-se com a água, envolve-se e coloca-se num tabuleiro forrado com papel vegetal e untado com margarina.
Leva-se ao forno a 180º, durante cerca de 8 minutos.

Entretanto prepara-se o recheio: batem-se as natas em chantilly com o açúcar em pó.
Incorporam-se as framboesas partidas em pedaços e reserva-se.

Assim que a torta estiver cozida desenforma-se sobre um pano polvilhado com açúcar e retira-se o papel vegetal.
Deixa-se arrefecer, espalha-se o recheio cuidadosamente e enrola-se.

Prepara-se depois a cobertura derretendo o chocolate no micro-ondas.
Incorpora-se depois a manteiga amolecida, batendo bem.
Cobre-se o rolo com este creme e com um garfo fazem-se umas riscas que simulem o tronco da árvore.
Polvilha-se com açúcar em pó antes de servir.

Notas:
Fiz esta torta em forma de tronco de Natal (na receita original era mesmo só rolo), mas pode fazer-se em qualquer altura sem lhe dar a forma de rolo ou tronco, porque é um bolo delicioso. O recheio dá-lhe uma enorme frescura que contrasta com o "quente" do chocolate.
Receita do livro "Cozinhar, celebra, partilhar", da Joana Roque

Biscotti de Avelãs e Figos


Ingredientes:

(para cerca de 20 unidades)

4 claras;
100g de açúcar branco;
130g de farinha de trigo (com fermento);
100g de avelãs inteiras;
100g de figos secos picados.


Preparação:

Untar uma forma de bolo inglês (com cerca de 25cm) e forrar com papel vegetal.
Bater as claras em castelo até ficarem firmes, mas não muito duras.
Acrescentar depois o açúcar, aos poucos, até ficar bem incorporado e sem parar de bater.
Adicionar depois a farinha, os figos e as avelãs e misturar bem.
Colocar a mistura na forma (alisando a superfície) e levar a assar ao forno pré-aquecido nos 180ºC cerca de 25 minutos ou até estar ligeiramente dourado e cozido.
Retirar do forno e deixar arrefecer.
Com uma faca de serrilha, cortar o bolo em fatias de cerca de 1cm e colocá-las depois num tabuleiro.
Levar novamente ao forno (150ºC) durante cerca de 15 minutos (virando-os a meio do tempo) até os biscotti estarem levemente dourados, crocantes e secos.
Deixar arrefecer antes de guardar numa lata ou caixa hermética.
Servir como acompanhamento de café ou chá (ou aindacolocar num saquinho ou frasquinho e oferecer como mimo de natal!)

Nota: receita original encontrada aqui.

Não moro em Lisboa,


nem lá perto e até tenho um carro "quase" novo, portanto a nova medida da Câmara de Lisboa não me afeta mesmo nada.
Apesar disso, acho um abuso e uma hipocrisia a proibição de os carros velhos não poderem circular em certas zonas da cidade.
Não acredito que alguém tenha um carro velho voluntariamente. Se têm um carro velho é porque não há dinheiro para um novo, ficando essas pessoas duplamente injustiçadas.

É também uma hipocrisia, porque os problemas de poluição não se resolvem assim, resolvem-se com transportes públicos em condições.
Mas para isso era preciso governar a sério e isso dá muito mais trabalho, ...

Bolo Podre da Mirtilo

Apresento-vos uma receita de Bolo Podre, que de podre não tem nada, só o nome... porque é podre de bom.





Ingredientes

4 ovos
400 g de açúcar amarelo (podem usar menos quantidade!)
250 g de farinha sem fermento
2,5 dl de leite
1 colher sopa de canela
1 colher de chá de fermento
1/2 colher de sopa de manteiga derretida
Nozes picadas qb
Maçãs cortadas em cubinhos qb


Preparação

Untar com manteiga e enfarinhar uma forma grande com furo (também pode ser feito num tabuleiro rectangular, fica bem servido em quadrados).

Misturar com a batedeira os 4 ovos e o açúcar até obter uma mistura fofa e esbranquiçada.
Adicionar o leite e a manteiga e mexer. De seguida, misturar a canela, as nozes e as maçãs descascadas e cortadas em cubos. Por fim, envolver a farinha e o fermento.
Vai ao forno pré-aquecido nos 190º C cerca de 45 minutos (faça o teste do palito!).
Deve deixar o bolo ligeiramente mal cozido.

Bom Apetite!

Bolo de bolacha sem manteiga


Ingredientes:

2 pacotes de natas (200 ml cada)
1 lata de leite condensado
3 folhas de gelatina
café qb
300 g de bolacha maria (1 pacote e meio)

Preparação:

Fazer o café para deixar amornar.
Colocar a gelatina em água fria.
Dissolver depois a gelatina em 2 colheres de sopa do café.

Bater bem as natas e juntar o leite condensado.
Bater mais um pouco.
Juntar depois a gelatina dissolvida no café.

Fazem-se depois numa forma redonda, de fundo amovível, camadas alternadas de bolacha molhada no café e deste creme (começar pelas bolachas e terminar com creme).
Usei uma forma de aro amovível de 21 cm de diâmetro.

Levar ao frigorífico de preferência de um dia para o outro.
Antes se servir polvilhar com bolacha moída (cerca de 3/4 bolachas).

Receita inspirada no blog da Ratolinha.

Eu sei

que não podemos meter os muçulmanos "todos no mesmo saco" até porque aquele senhor português muçulmano é bem simpático e querido.
Mas, o que é facto, é que não vemos países muçulmanos a reagirem veementemente contra atentados terroristas.

Eu sei que temos de respeitar todas as religiões e blá-blá-blá, mas custa-me imenso respeitar gente que não respeita ninguém.

Eu lembro-me que o último presidente francês foi muito criticado quando proibiu as muçulmanas francesas de usarem a cara tapada, nomeadamente nas escolas. E criticado pelos franceses não muçulmanos! E lembro-me de ter havido manifestações de muçulmanas contra estas medidas...
Já agora, alguém se lembra de alguma vez ter visto uma manifestação de mulheres muçulmanas num país muçulmano?
Mesmo num país daqueles "bonzinho-amigo-dos-americanos" como a Arábia, ou o Dubai, ou o Kuwait?

E também me lembro de, na mesma França, terem tirado os crucifixos das escolas não pelo motivo correto (porque é uma escola, não é uma igreja), mas porque "feria a sensibilidade" dos muçulmanos?

Para a maioria das pessoas, muçulmano é sinónimo de terrorista e os muçulmanos não terroristas não fazem nada para desfazer essa ideia.
Porque será?

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D