Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

Dia de reflexão...

Hoje é o chamado "dia de reflexão".
A campanha eleitoral acabou e as pessoas deviam hoje, calmamente, pensar em tudo o que viram e ouviram para amanhã votarem em consciência.
Só que os acontecimentos se precipitaram e hoje o dia é de tudo menos de reflexão...
A campanha acabou abruptamente por causa da trágica morte de Sousa Franco.
E a esta altura já anda tudo eufórico a pensar no jogo que vai começar dentro de uma hora.
Mas, para mim, o dia continua a ser de reflexão: não consigo deixar de pensar em como a nossa vida é uma coisinha tão frágil, tão ou mais frágil que a do mais pequeno e insignificante insecto que nós pisamos sem ver... E penso: vale a pena tanta luta? Vale a pena aborrecermo-nos com amigos e/ou familiares por causa de ninharias? Vale a pena ficarmos tristes se Portugal perder o jogo daqui a um bocado?
Nós temos a mania de só dar importância aos grandes acontecimentos, quando afinal é de pequenas coisas que a nossa vida é feita, é de pequenos nadas que a felicidade se faz!Um sorriso, um piscar de olho, uma festinha na cabeça ou na ponta do nariz, um beijo inesperado, um xi-coração apertado duma criança...
Eu prometo a mim própria que vou sair deste "dia de reflexão" a tentar dar mais importância às pequenas coisas...

Lembrar Camões

Os "Lusíadas" não são de perto nem de longe a minha obra preferida do Camões. Gosto muito mais dos seus sonetos...
Este é um dos meus preferidos!

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança;
Tomando sempre novas qualidades;

Continuamente vemos novidades;
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança;
E do bem, se algum houve, as saudades;

O tempo cobre o chão de verde manto;
Que já foi coberto de neve fria;
E em mim converte em choro o doce canto;

E, afora este mudar-se cada dia;
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.

Sinceridade infantil...

Uma honesta menina de sete anos admitiu calmamente aos seus pais que o Luis Miguel lhe tinha dado um beijo depois da aula.
- "E como aconteceu isso?" Perguntou a mãe assustada.
- "Não foi fácil", admitiu a pequenita, "mas três meninas ajudaram-me a segurá-lo".

EURO até dizer chega!!!

O EURO ainda não começou, mas já parece que não há mais acontecimentos no mundo!!
Os telejornais falam do EURO 80% do tempo e no fim ... um programa sobre o EURO!!! Isto até tem as suas vantagens: deixaram de andar a entrevistar as pessoas nas ruas sobre tudo e sobre nada, e até as desgraças têm menos tempo de antena!
Mas, não há mais nada para falar?
Eu ouvi dizer que há Jogos Olímpicos este ano, será verdade?
Dos jornais e revistas então nem se fala:é EURO desde a capa à última página com direito a suplemento e tudo!
O Correio da Manhã SUSPENDEU o suplemento infantil (e por conseguinte o trabalho dos seus autores, e por conseguinte o único bocadinho do jornal que interessa às crianças...) para ter mais espaço para o EURO!! Mas anda tudo doido ou quê?? Tomaram o boi pela manada??

Compras fora de horas

Porque andei adoentada durante a semana só hoje fui ao hiper já passava das 22 horas.
Quando cheguei à caixa eram 22:45 e atrás de mim estava uma fila grande. Lá dentro ainda havia muita gente que se passeava nas calmas, como se fosse o meio da tarde. A rapariga da caixa, apesar de muito simpática, via-se que estava extremamente cansada. E eu, que sou muito perguntadeira, pergunto a mim própria: haverá necessidade de as pessoas trabalharem até tão tarde?Haverá necessidade de tanta loja aberta aos sábados e domingos até às tantas?? De tantas pessoas a trabalharem com horários estúpidos e ordenados miseráveis?
Quando vejo crianças em Centros Comerciais, fazem-me impressão: se não estão a comer nos Mac's e afins, normalmente andam a chorar e a fazer birras... Não seria mais saudável tanto para elas como para os papás irem para um jardim, para uma praia, ou darem uma volta pela cidade ou pelo campo?
Ou então se ficassem calmamente a "curtir" a casa já que durante a semana não têm tempo?
Já sei que me vão cair em cima com a história do emprego que esses locais oferecem e do jeitão que dá ir às compras ao domingo...
Mas a mim não convencem: as pessoas compravam na mesma durante a semana, tinham era de deixar de ser tão comodistas.
Quanto aos empregos, acho que aquilo não dá futuro a ninguém pois vemos sempre caras novas nas lojas...Novas nos dois sentidos: porque estão sempre a mudar e porque não se vê lá ninguém na casa dos trinta... ( o que farão às empregadas???)

E fez-se luz!!

Lembram-se de mim ontem toda baralhada? Pois hoje recebi este mail da minha irmãzinha que explica tudo!!
Et voilá!!

Diz-se que quando Deus criou o Mundo, para que os homens prosperassem, concedeu-lhes duas virtudes.
1. Aos suíços, fê-los ordenados e cumpridores da Lei.
2. Aos ingleses, persistentes e estudiosos.
3. Aos japoneses, fê-los trabalhadores e pacientes.
4. Aos italianos, alegres e românticos.5. Aos franceses, fê-los cultos e refinados.
E, quando chegou aos portugueses..., voltou-se para o Anjo que tomava notas e disse:- "Os portugueses vão ser inteligentes, boas pessoas e vão ser do PSD".
Quando acabou de criar o Mundo, o Anjo disse a Deus:
- "Senhor, deste a todos os povos duas virtudes e aos portugueses três. Isto fará com que prevaleçam sobre todos os demais!"
Deus reflectiu, e disse: "É pá!... Tens razão... bom, como as virtudes divinas não se podem tirar... que os portugueses a partir de agora possam ter qualquer das três, mas que a mesma pessoa não possa ter mais do que duas virtudes de cada vez. Assim seja que:
1. Português que seja do PSD e boa pessoa, não pode ser inteligente.
2. O que é inteligente e do PSD, não pode ser boa pessoa.
3. E o que é inteligente e boa pessoa, não pode ser do PSD.

A minha alma está parva!

Já sei porque estou mal da garganta: é por passar a vida de boca aberta de espanto perante as coisas que vão acontecedo por aqui neste nosso cantinho, cada vez mais cantinho e cada vez menos nosso...
Então é assim:
Domingo, dia 31 de Maio, Zé de Bragança, in Notícias Magazine: « ...O país acaba de ganhar um director geral das Contribuições e Impostos com um ordenado condigno. Ganhará quatro vezes mais do que a ministra de que hierárquicamente depende. Será certamente, um génio que renovará a máquina fiscal. A nossa auto-estima revigorou-se ainda mais. Bem como a vontade de pagar impostos.»

Hoje, no telejornal, nova "pérola" dum nosso governante, o senhor Ministro da Saúde, ao pretender "cortar" as entradas em Medicina às mulheres com a justificação de que a medicina precisa de disponibilidade total, coisa que as mulheres não têm, pois são elas que têm de tratar da casa e dos filhos!!!!!!!
Se eu não estivesse sem pio, juro que gritava!
</em>Tirem-me deste fiiiiiilmeeee!!

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub