Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

Discurso achado, não é roubado!

Acabado de roubar à Dulce, dos Esquissos ...
Trata-se de um discurso de um político (cada um escolhe um político da sua afeição... Eu cá escolhi o SL...)

ANTES DA POSSE:

O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais
para alcançar nossos ideais.
Mostraremos que é grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa acção.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos nossos propósitos mesmo que
os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
compreendam que
Somos a nova política.

APÓS A POSSE:
LER as linhas inteiras DE BAIXO PARA CIMA.

Democracia no quintal...

Se a minha mãe aparecer cá por estes dias, vou ter sermão:
"Ó rapariga, tu já viste como tens as tuas flores?
Tens-lhe posto adubo?"
"É claro que tenho!" (mentira, eu nunca ponho, mas ela não precisa de saber).
"Mas assim no meio das ervas, como queres que elas cresçam?"
E aí eu respondo:
"O meu quintal é uma democracia... Todas as plantas são filhas de Deus (aqui jogo baixo, apelando à sua religiosidade...) por isso, todas têm direito à vida!
Aí ela fica sem argumentos e não torra mais... até à próxima visita!


democracia.jpg

Mas alguém se atreve a dizer que fica feio o meu quintal com trevos e narcisos em alegre convívio?


Pobre guerreiro!!

Primeiro vi no Pé de Meia.
Depois fui confirmar ao DN...
E é mesmo verdade!
E além disso faz parte da campanha do Santana Lopes...
Agora estou amargamente arrependida de todas as vezes em que não acreditei nele quando falava das "punhaladas nas costas" e das agressões ao bebé na incubadora!
O homem tinha razão!
Se ele tem amigos que lhe CANTAM ASSIM, não precisa de inimigos, não precisa de oposição, não precisa de escrever livros sobre a Figueira, não precisa de mais nada!
Pobre guerreiro exangue, não há milagre que o salve!

Para quem duvidar, aqui fica a letra que, se houver justiça no mundo, isto vai ganhar os Grammys todos!!

Guerreiro menino

Um homem também chora
Menina morena
Também deseja colo
Palavras amenas
Precisa de carinho
Precisa de ternura
Precisa de um abraço
Da própria candura

Guerreiros são pessoas
São fortes, são frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito
Precisam de um descanso
Precisam de um remanso
Precisam de um sonho
Que os tornem refeitos

É triste ver este homem
Guerreiro menino
Com a barra de seu tempo
Por sobre seus ombros
Eu vejo que ele berra
Eu vejo que ele sangra
A dor que traz no peito
Pois ama e ama

Um homem humilha-se
Se lhe castram os sonhos
Seu sonho é sua vida
E a vida é trabalho
E sem o seu trabalho
Um homem não tem honra
E sem a sua honra
Morre-se, mata-se
Não dá pra ser feliz
Não dá pra ser feliz

Professor brasileiro (também) sofre!

Recebi por mail estas respostas de alunos brasileiros em testes...
O que está entre parênteses são os comentários dos (pobres) professores, mas com muito sentido de humor!

"O sero mano tem uma missão...."
(A minha, por exemplo, é ter que ler isso!)

"O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas..."
(Levei uns minutos para identificar El Niño...)

"O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio!"
(Eu não sabia que a camada tinha esse nome bonito)

"Enquanto isso os Zoutros... tudo baixo nive..."
(Seja você mesmo!)

"A situação tende a piorar: os madeireiros da Amazônia destroem a Mata Atlântica da região".
(E, além de tudo, viajam prá caramba, heim?)

"O que é de interêsse coletivo de todos nem sempre interessa a ninguém individualmente".
(Entendeu?)

"Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele".
(Faz sentido)

"O grande problema do Rio Amazonas é a pesca dos peixes."
(Achei que fosse a pesca dos pássaros.)

"É um problema de muita gravidez."
(Com certeza... se seu pai usasse camisinha, não leríamos isso!)

"A AIDS é transmitida pelo mosquito AIDES EGIPSIO."
(Sem comentário)

"Já está muito de difícel de achar os pandas na Amazônia."
(Que pena. Também ursos e elefantes sumiram de lá.)

"A natureza brasileira tem 500 anos e já está quase se acabando".
(Foi trazida nas caravelas, certo?)

"O cerumano no mesmo tempo que constrói, também destrói, pois nós temos que nos unir para realizarmos parcerias juntos".
(Não conte comigo)

"Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte seria um bom beneficácio para o Brasil".
(Vamos trocar as fumaças pelas moto-serras.)

"Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros".
(Com algumas diferenças básicas.)

".... menos desmatamentos , mais florestas arborizadas."
(Concordo! De florestas não arborizadas, basta o Saara!)

"... provocando assim a desolamento de grandes expecies raras".
(Vocês não sabiam que os animais também tem depressão?)

"Nesta terra ensi plantando tudo dá".
(Isto deve ser o português arcaico que Caminha escrevia...)

"Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia".
(Meu Deus... Haja pára-raio!)

"Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado"
(Quem teria sido o fabricante? Compac? Apple? IBM?)

"Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu, o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem bandeira".
(Ainda bem que temos aquela faixinha onde está escrito "Ordem e Progresso".)

"Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre o araras azuls que ficam sob voando as matas".
(Talvez por terem complexo de urubus!)

"... são formados pelas bacias esfereográficas".
(Imaginem as bacias da BIC)

"Eu concordo em gênero e número igual".
(Eu discordo)
...............................................
Ahahahahah!!
ADOREI especialmente aquela do meio ambiente! O rapaz (ou rapariga) merecia um 20 pela perspicácia!!
E com razão: toda a gente se preocupa com MEIO ambiente...
E então o outro meio? Hã? Hã?

Lindos demais!!

Hoje sentei-me quietinha e caladinha (dentro do possível) a ver o debate na TV.
Afinal tinha resolvido que decidiria hoje em quem votava.
E não é que já decidi?
Vou votar no Rodrigo Guedes de Carvalho!
Adorei aquele rigor com os semáforos dos segundos, mandando calar os dois senhores que lá estavam a conversar (por falar nisso, quem eram eles??)...
Adoro rigor e organização: sou virgem!
Já aquele senhor com nome de rei, Carlos Magno, comentava na :2.
Metia dó! Não terão ninguém de jeito para comentar na televisão?
..............................................
E como nem tudo na vida é assim tão cinzentão, agora deliciem-se AQUI!
(E é claro que o título do post se refere a esta parte!)

Ensino superior em quê?

Há dias numa conversa de família (cruzes, credo!!) falava-se de educação, pedagogias, do descalabro na Matemática e dos professores do ensino superior.
Nunca percebi quais são as habilitações necessárias para se ser professor universitário. Nalguns casos sei que basta ter uma licenciatura e pronto! Tornam-se assim nos professores com menos habilitações, pois todos os outros (a não ser os "técnicos" e engenheiros que proliferam por aí a dar aulas) tiveram cadeiras de pedagogia e fizeram um estágio avaliado...
E o pior é que são estes "professores" que estão a formar também outros professores!

Não há professores do 1.º ciclo nem educadores de infância com habilitações suficientes. Todos têm habilitação própria para isso. Se um professor do superior quiser ir dar aulas ao 1.º ciclo ou ser educador de infância, não pode! No entanto, podem dar aulas aos outros ciclos todos. E nem precisam de ser professores!
TODOS os professores, para o serem e principalmente antes de o serem, deveriam estudar pedagogia. Não basta ter muitos conhecimentos científicos, ser até o melhor cientista do mundo para ser bom professor... é preciso saber transmiti-los!
Nunca o meu filho ou a minha filha, em toda a sua vida de estudantes, reclamaram da incompetência dos professores a não ser quando chegaram à Universidade. Isto deverá querer dizer alguma coisa. O meu filho teve um professor que se limitava a ler nas aulas. Ele (e outros)deixaram de ir a essa aula pois sabiam ler desde a primária! E depois há ainda os professores convidados, com uns lençóis de currículo mas que não sabem sequer falar português. Admite-se um professor numa Universidade portuguesa, pago pelo estado português que fale para os alunos em castelhano?? E que o continue a fazer durante anos sem se preocupar em aprender a língua do país onde vive, onde trabalha e que lhe paga o ordenado?

Realmente o ensino superior só é superior no nome!
(Amanhã falo das mazelas do 1.º ciclo, pronto!!)

Pág. 2/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D