Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

(não escrevo palavrões)


Este ano os boletins de matrícula para o 5.º ano parecem um interrogatório: querem saber tudinho!
Não basta escrever "operário" na profissão, é preciso especificar exactamente o tipo de trabalho que se faz.

Por isso, quando perguntei ao pai do meu único aluno que vai para o 5.º ano "profissão?" ele respondeu que não sabia... Que deixe ficar sem nada que a "outra senhora" que também lhe preenche papéis também não escreve nada na profissão...
Mas eu (que sou mazinha, porque estou fartinha de saber) insisti: "mas qual é a sua ocupação? O que faz durante o dia?"
"Nada" (boa resposta!)
"E porque não procura um trabalho?"
"Porque ando na escola"
(nota aqui da redacção: este senhor tem 37 anos e "anda na escola" desde que eu o conheço, há 8 anos. Sabe assinar o nome e pouco mais... E continua na escola!)
"E vive de quê?"
"Dos rendimentos" (rendimento mínimo dele, da companheira e dos abonos dos filhos de ambos)

(pausa para respirar fundo...)

E eu ali a trabalhar para ele duas vezes: a preencher os papéis do filho que ele devia preencher, e a descontar parte do meu ordenado para ele e outros como ele.
Mas a culpa não é dele! O dinheiro cai-lhe do céu (os anjinhos somos nós!), para que há-de aborrecer-se?

As únicas obrigações dele (e ele é dos poucos que até cumpre!) é ir à escola (eternamente??) e mandar os filhos à escola...
Mas os pais dos "outros" meninos também os mandam à escola!
E nem recebem nada por isso, antes pelo contrário!!

Não entendo por que motivo não se arranjam ocupações para estas pessoas: não há por aí jardins para tratar, escoadouros para desentupir, muros para pintar, matas e caminhos para limpar?
Então ponham-nos a fazer alguma coisa, irra!
Assim quem trabalha não se sentirá tão insultado!

O que é uma série??

Estou com tantas dúvidas que até fui ao dicionário que só confirmou aquilo que eu já sabia...
[série: seguimento; sequência sem interrupção (...)]

Então a série "Perdidos", ao contrário do que é anunciado na RTP, não é uma série!!
Porque aquilo é assim:
... dá um episódio num dia
... depois repete noutro dia
... depois desaparece por uns meses
... noutro dia dão um resumo dos dois episódios anteriores...
... depois dá um outro episódio que não percebemos bem se é anterior ou posterior ao que já tinhamos visto...
... outro dia dão um resumo dos episódios desde o início...

Mas agora estou a começar a entender:
Os verdadeiros "perdidos" somos nós, os "senhores telespectadores", que nunca sabemos em que episódio estamos nem para que lado da ilha caminhamos...
[seremos nós "os outros"???]

Até ao dia em que, de paciência também perdida, desligarmos a televisão!!

Proibições...


Aproximam-se as férias de Verão e também a altura em que muitas pessoas (???) abandonam os seus animais para poderem ir de férias descansados...

Há bocado li no rodapé do Telejornal (hoje novidades só naquele irritante rodapé, porque notícias com direito a explicações e imagens foram só de futebol e futebol e... futebol!) que há hotéis - principalmente no Algarve - que não aceitam casais com filhos!

Será que também vão começar a aparecer crianças abandonadas perto de contentores do lixo e por essas estradas fora??

[Ooooops, que estou mesmo burra! Neste momento já a diligente Ministra da Educação deve estar a fazer o rascunho do despacho que vai obrigar as escolas a estarem abertas 24 horas por dia, 365 dias por ano (366 nos anos bissextos!)]

Nuno às escuras!

Há um jornalista da SIC que se chama Nuno Luz, mas que, apesar do nome, nunca deve ter tido uma ideia luminosa em toda a sua vida!
A primeira vez que reparei nele foi há alguns anos quando num estágio da selecção (ou algo que o valha) começou a ser atingido por garrafas de água.
Em vez de se abrigar, começou a dizer "estão a ver, estou a ser agredido..." e ficava eufórico cada vez que lhe caía mais uma garrafa por perto!

Hoje esmerou-se a entrevistar os jogadores no final do jogo com a Inglaterra, à medida que os desgraçados iam saindo...
As perguntas eram do mais inteligente que há, tipo "o que está a sentir?" " o que sentiu?" "como se sente?" e assim...
Admiro a pachorra dos jogadores: nenhum lhe respondeu o que ele merecia ouvir!!

Civilização

Faço questão de escrever isto um par de horas antes do jogo, porque o resultado que a selecção obtiver mais logo não influencia em nada o que penso agora:

Os portugueses mostraram ao mundo (aos ignorantes que ainda não o sabiam...) que, ao contrário do que às vezes nos querem fazer querer, não somos umpovo de trogloditas, porcos, feios e maus...
Somos um povo civilizado, que respeita os outros povos e se sabe comportar em todos os locais.
(Ainda há minutos ouvi no Jornal da Tarde que havia problemas entre adeptos ingleses e alemães, com feridos e tudo...)
Problemas com adeptos ingleses sempre houve (quem não se lembra do que se passou no Algarve na altura do Euro??) e toda a gente tem medo deles, desde os comerciantes às pessoas que simplesmente se passeiam nas ruas!

Portanto (e apesar de não embarcar em "vitórias morais" - se perdermos é porque marcamos menos golos e pronto...) temos a vitória do bom comportamento e demos uma lição aos países "civilizados" que afinal não o são tanto como apregoam!

Pág. 4/4

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub