Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

"Olha a velha vai cair!"

"Sai da frente... sai da frente!"

"Ó gorda, ó p (...), sai daí!"

(...)
Por isto a Turma do 9.ºC tem de acabar!
Por uma questão de exemplo, os alunos têm de ser dispersos por outras turmas e o 9.º C deve ficar com a sala fechada o resto do ano, numa admoestação clara de que este género de comportamento chegou ao fim.

Maria de Lurdes Rodrigues não pode ficar à espera de receber outra vez o apoio do primeiro-ministro.
Depois disto, é seu dever sair do cargo.

E não é, como diz constantemente, a mais fácil das soluções.
É a medida necessária para que haja soluções.
A saída da ministra é, viu-se agora, uma questão de segurança nacional.
É a mensagem necessária para a comunidade escolar, alunos e professores, entenderem que o relaxe, a desordem e o experimentalismo desenfreado chegaram ao fim.
Que não há protecção política que os salve já da incompetência do Ministério, da DREN e de tudo o mais que nestes três anos nos trouxe à vergonhosa situação que o vídeo do YouTube mostrou ao país e ao Mundo.
Uma questão mais os sindicatos viram as imagens de um crime a ser cometido em público contra uma professora. Façam o que devem. Façam as devidas queixas-crime contra a aluna agressora e contra quem filmou e usou abusiva e ilegalmente da imagem da professora a ser martirizada.
O crime foi visto por todos.
O Ministério Público tem competência para mover o adequado processo contra esses alunos.
Cumpram o vosso dever sem tibiezas palavrosas.
Já não se pode perder mais tempo com disparates.

Mário Crespo no JN.

Curiosidades sobre esta Páscoa


A Páscoa é sempre no primeiro Domingo depois da primeira lua cheia depois do equinócio de Primavera (20 de Março).

Esta datação da Páscoa baseia-se no calendário lunar que o povo hebreu usava para identificar a Páscoa judaica, razão pela qual a Páscoa é uma festa móvel no calendário romano.

Este ano a Páscoa acontece mais cedo do que qualquer um de nós irá ver alguma vez na sua vida!
E só os mais velhos da nossa população viram alguma vez uma Páscoa tão temporã (mais velhos do que 95 anos!).

A próxima vez que a Páscoa vai ser tão cedo como este ano (23 de Março) será no ano 2228 (daqui a 220 anos).
A última vez que a Páscoa foi assim cedo foi em 1913.
Na próxima vez que a Páscoa for um dia mais cedo, 22 de Março, será no ano 2285 (daqui a 277 anos).
A última vez que foi em 22 de Março foi em 1818.

Por isso, ninguém que esteja vivo hoje, viu ou irá ver uma Páscoa mais cedo do que a deste ano.


FELIZ PÁSCOA!!

Uma aventura na cozinha...

Ontem decidimos fazer um folar cá em casa.
Arranjei uma receita e... deitámos mãos à obra.

Mas aconteceu que a massa, que devia ser moldável, ficou muito mole e elástica.
Não se descolava das mãos nem por nada, e foi preciso a ajuda do salazar para deixar as mãos do saltapocinhos mais ou menos limpas!

Então eu tive a brilhante ideia de ir acrescentando farinha...
Fui pondo, fui pondo e a receita que devia levar 500 g de farinha acabou por levar com o pacote todo!
E, embora menos peganhenta, continuava a parecer chiclete!

Depois de tanta trabalheira, era impensável deitar aquilo fora, por isso, vá de a meter no forno!

E saiu um folar.
Não está nada bom, mas é comestível, quer dizer... mais ou menos comestível, ou melhor dá para comer mas não presta, ou... esqueçam!

Pensam que desistimos?
Nem pensar!
Logo à noite vamos fazer outro! (é que ainda tenho de ir comprar farinha, que se acabou toda ontem!)

Apelo:
Alguém tem uma receita de folar?
Por favor?

Ainda a paragem de autocarro

No Diário de Aveiro de hoje vem a notícia da paragem de autocarro destruída.
Mas a parte mais interessante da notícia é quando o Presidente da Junta de Freguesia de Aradas, confrontado com o facto, diz não ter conhecimento do sucedido e diz ainda "não tenho o hábito de passar para esse lado"
Para quem não conhece o local, "esse lado" é apenas a rua principal, a rua que atravessa a freguesia!
E ainda que mal pergunte: não será da competência de um presidente de junta ter conhecimento do que se passa na sua freguesia?

Mas como ise isto não bastasse, ainda acrescenta: "esta não é a única paragem de autocarro vandalizada na freguesia..."
Ora cá está, o trabalho ainda não está completo: só no dia em que estiverem todas destruídas é que estão como deve ser!

Vamos avaliar?

Já que muitos jornalistas e comentadores defendem e compreendem o modelo proposto para a avaliação dos docentes, estranho que, por analogia, não o apliquem a outras profissões (médicos, enfermeiros,juízes, etc).
Se é suposto compreenderem o que está em causa e as virtualidades deste modelo, vamos imaginar a sua aplicação a uma outra profissão, os médicos.

A carreira seria dividida em duas: médico titular (a que apenas um terço dos profissionais poderia aspirar) e médico.
A avaliação seria feita pelos pares e pelo director de serviços.
Assim, o médico titular teria de assistir a três sessões de consultas, por ano, dos seus subordinados, verificar o diagnóstico, tratamento e prescrição de todos os pacientes observados.
Avaliaria também um portefólio com o registo de todos os doentes a cargo do médico a avaliar, com todos os planos de acção, tratamentos e respectiva análise relativa aos pacientes.
O médico teria de estabelecer, anualmente os seus objectivos: doentes a tratar, a curar, etc. A morte de qualquer paciente, ainda que por razões alheias à acção médica, seria penalizadora para o clínico, bem como todos os casos de insucesso na cura, ainda que grande parte dos doentes sofresse de doença incurável ou terminal. Seriam avaliados da mesma forma todos os clínicos, quer a sua especialidade fosse oncologia, nefrologia ou cirurgia estética...
Poder-se-ia estabelecer a analogia completa, mas penso que os nossos 'especialistas' na área da educação não terão dificuldade em levar o exercício até ao fim.

A questão é saber se consideram aceitável o modelo? Caso a resposta seja afirmativa, então porque não aplicar o mesmo, tão virtuoso, a todas as profissões?

(recebido por mail, desconheço o autor)

Palavras preferidas


Como mais vale tarde que nunca, vou agora responder ao desafio que me foi lançado pela Emiéle e também pela Rita.

Teria então de dizer 12 palavras de que eu goste.
Ao contrário das senhoras desafiadoras, que fugiram ao tema inicial, eu não vou fugir.
O que se pretende é que se diga quais as palavras de que gostamos, independentemente do seu significado.
Apenas pela sonoridade...

Assim sendo, as minhas palavras preferidas são:
  • lusco-fusco

  • tangerina (como Eugénio de Andrade)

  • escaganifobético

  • Mucifal

  • Zinedine Zidane

Não são 12, mas são as que me lembro agora!

Paragem perigosa



Esta paragem de autocarro está assim desde o fim-de-semana de 16 de Fevereiro.
Neste tempo todo não fizeram lá absolutamente nada!!
Nem sequer o que não acarreta despesas, como seja retirar os vidros que se encontram no chão e os que estão ainda agarrados à moldura, como verdadeiras lanças!

Entretanto, as pessoas esperam o autocarro à chuva e rodeadas de perigos.

Não haverá nada que funcione neste município??

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub