Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

De dispensa em dispensa... enche a galinha o papo?

A nossa querida e inefável ministra continua na saga do simplex e das dispensas.
Por agora serão dispensados de avaliação os professores que estejam a 3 ou menos anos da reforma e também os professores contratados dos cursos profissionais.

A seguir, aposto que serão os que tenham olhos azuis e cabelos loiros.
Cá por mim, vou ficar à espera da minha vez, ou seja, quando ela resolver dispensar professores com nick de heroína de fábula!

Já sou uma docentezeca!!

Já chegou o livro que veio alegar estes dias de trabalho!
Já o li uma vez, mas não vou ficar por aqui.
Como tristezas não pagam dívidas, se querem divertir-se um pouco à custa desta salganhada em que se tornou a educação nos últimos 3 anos, é só encomendar, AQUI.
E divirtam-se!

(atolada em trabalho, não há tempo para escritas nem para visitas...)

Uma fotografia por domingo (72)

Como devem saber (não sabem o que estão a perder se não souberem!!) mantenho, além deste blog, um outro de culinária (só de doces, como convém a uma gulosa assumida).
Nele publico só as receitas experimentadas com as respectivas fotografias.
Esta que publico hoje foi confeccionada no âmbito de um "Intercâmbio Culinário" e é uma receita tipicamente brasileira. Neste intercâmbio, juntam-se duas sócias (uma portuguesa e uma brasileira) que trocam receitas típicas do seu país.

Observem a foto, salivem muito e, se quiserem provar esta delícia, dirijam-se à Bruxinha do Lar onde podem ver a receita (só ver, infelizmente não dá para provar).


Ambrosia

(clicar para ver ainda melhor!)

Ambrosia


Esta foi a receita que escolhi para o intercâmbio culinário.
Trata-se de um doce (só podia!!). Este doce, tanto quanto pude apurar nas minhas pesquisas, é tradicional de Minas Gerais, região sul do Brasil, onde faz parte de todos os almoços ou jantares festivos.
No entanto, a sua origem mais remota é portuguesa...

Na Wikipédia, podemos ler o seguinte:

Ambrosia, o manjar dos deuses do Olimpo, era um doce com divinal sabor, segundo a mitologia grega. Era tão poderoso que se um mortal, a quem era vedado, a comesse, ganharia a imortalidade. Conta a história que, quando os deuses o ofereciam a algum humano, este, ao experimentá-lo, sentia uma sensação de extrema felicidade. O nome Ambrósio, que vem da mesma raiz, significa divino e imortal.

Eis então a receita tal e qual como a minha parceira, a Vivian, me deu:

(essa receita é a preferida de meu marido)
1 litro(s) de leite
300 gr de açúcar
1 colher(es) (sopa) de doce de leite
quanto baste de cravo-da-índia
quanto baste de canela-da-china em pó
10 unidade(s) de ovo inteiro(s)

Quebre os ovos, passe pela peneira duas vezes e reserve.
Ferva o leite junto com o açúcar e o doce de leite.
Coloque o cravo e a canela.
Quando estiver em ponto de fio mais grosso, coloque os ovos e não mexa mais. Deixe ferver no fogo baixo por 30 minutos.
Desligue e deixe esfriar.
Coloque em compoteiras e sirva gelado.

Quando penso que a minha capacidade de indignação se esgotou,

que não há mais nada que me abale, acontece sempre alguma coisa que me mostra como afinal o limite ainda não era ali!

Hoje, o ME publica, na sua página oficial, um artigo chamado "10 mitos sobre a avaliação de desempenho docente".
Assim.. na página do ministério que acredito que as pessoas comuns habitualmente não lêem, portanto é dirigida aos atrasados mentais dos professorzecos...

Lá, explicam a esta cambada de burros que afinal a avaliação não é nada complicada, é tudo simplex!
Mas o que me fez arrepiar e dizer dois ou três palavrões, foi o "mito n.º 4" que reza assim:

«Mito 4 - Os professores têm que organizar um portefólio exaustivo e complexo.

Não. A escola apenas deverá requerer que o professor reúna elementos decorrentes do exercício da sua profissão que não constem dos registos e dos sistemas de informação da escola e que sejam relevantes para a avaliação do seu desempenho. Aliás, no modelo de avaliação anterior, todos os professores já tinham de organizar um portefólio para poderem ser avaliados, constituindo este (juntamente com o relatório crítico de auto-avaliação) o único instrumento de avaliação.»


Modelo de avaliação anterior?????????????????????????????
Mas afinal os professores eram avaliados?? A sério?? Juram?? E eu que pensava que não!! A propósito: não se esqueçam de avisar o primeiro-ministro, pois ele também não sabe!!

-------------------------------

A esta hora, acabada de chegar a casa, ainda nada sei do que se passou ou está a passar na reunião com a ministra...
Mas faço votos para que os sindicatos não cedam nem um milímetro a esta cambada de malfeitores que dão pelo nome de "governo"!!

E se fossem cavar batatas??

Estava eu de boca aberta por achar espantoso que ninguém soubesse quem foram afinal os deputados faltistas - afinal bastava ir ver o "livro de ponto", não é??

Afinal, parece que não é assim tão simples (e agora de boca escancarda!) porque os senhores deputados, mesmo os que faltaram, assinaram o livro de ponto!!!

Mais uma vez, o Antero consegue brincar com a situação.
Ah, e o livro dele está à venda!!

Molotof no microondas


Ingredientes:

6 ovos
6 colheres de sopa de açúcar
6 colheres de sopa de água
2 gotas de sumo de limão
caramelo qb

Preparação:

Bater as claras em castelo bem firme.
Juntar as gotas de limão e o açúcar e bater mais um pouco.
Despejar para uma forma de plástico ou silicone, bem barrada de caramelo.

Levar ao microondas por 4 minutos.
Desligar o microondas e deixar lá ficar o pudim até arrefecer um pouco (uns 10 minutos).
Retirar e desenformar.

Cobrir com o creme de ovos moles que se faz assim:
Levar o açúcar com a água ao lume e deixar ferver por 3 minutos.
Juntar as gemas bem batidas (e coadas) e levar ao lume mais um pouco até ficar com a consistência desejada.
(receita da Elsa)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub