Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Fábulas

Fábulas

Bolo de Azeite e Mel


Ingredientes:


5 ovos
250 gr. de açúcar
250 gr. de farinha com fermento
1 c. de café de canela
1 chávena de café de mel
1 chávena de azeite e óleo (meio + meio)


Preparação:

Bate-se muito bem os ovos com o açúcar, adicionando depois a canela, o mel e o azeite com o óleo.
Depois de conseguir uma massa bastante consistente, mistura-se a farinha, incorporando delicadamente e mexendo bem.
De seguida, verte-se a massa para uma forma devidamente untada e polvilhada e vai ao forno pré-aquecido a 190º, durante cerca de 50 minutos.
Desenformar depois de cozido e acompanhar com um chá ou café, que sabe sempre bem nestas tardes/noites chuvosas/frias.

Ajudar as crianças e de caminho também o governo

Quando chego a casa, a primeira coisa que faço é ligar a televisão.
Nem que não fique perto dela, tenho de a ligar...

À tarde, na RTP, está a dar o Portugal no Coração.
Embora não me sente a ver, vou pondo o olho de vez em quando enquanto faço outras coisas.
Nestes últimos dias tenho reparado que nesse programa estão a fazer uma campanha para ajudar as crianças da Guiné Bissau. E é fácil ajudar a alimentar uma criança: basta um simples telefonema que custa 60 cêntimos.
Mas... aqui é que bate: esse simples telefonema paga IVA.
E eu, que até me sinto tentada algumas vezes a telefonar, acabo por não o fazer.
Porque não me apetece dar mais dinheiro a um governo a quem já dou tanto, todos os dias!!

Aaah, agora entendi!

Desde que ouvi a história pela primeira vez (a da mulher que foi levada pelo mar no Furadouro) que achei que havia ali qualquer coisa que não batia certo (e não sou vidente!).
Numa praia que tem um espaço tão bom e bonito (e seguro) para fazer passeios à beira-mar, não se compreende que alguém se vá passear para perto da água, ainda para mais de noite, em pleno Inverno, com avisos amarelos e laranjas...

Afinal a mulher tinha ido fazer bruxarias, e isso explica tudo.
Não tenho nada contra, cada um ganha a vida como quer ou como pode, mas correu riscos desnecessários e pagou a imprudência com o preço mais alto que pode haver.

Mas o que me chocou ainda mais na notícia desta tragédia, foi que as 3 crianças, ainda pequenas, que ficaram órfãs de mãe, vão para uma instituição.
Mas elas não têm pai??
E não será mais barato ajudar o pai em vez de institucionalizar as crianças?
Parece que, de há uns tempos para cá, ser pobre é um grande pecado, tão grande que nem se permite que essas pessoas criem os seus proprios filhos!
Conheço gente que foi criada na maior pobreza (que nem os actuais pobres imaginam) e que se tornaram adultos felizes e realizados.
Isto porque ser pobre de bens materiais não significa necessariamente ser pobre de afectos.

Mas parece que actualmente nada disso é levado em conta!

Estes gajos estão (ainda mais) doidos ou quê??

Há professores que, embora estando aposentados, se disponibilizam para ir às ex-escolas "dar uma mão", por exemplo, substituindo um colega que precise de faltar.
(há gente capaz de tudo!!)

Aconte que agora, o sr. Valter Lemos se lembrou de vir "regulamentar" esta situação!!
Pretende então que estes professores tenham um horário (mínimo 3 horas semanais), e que, "no final de cada ano lectivo, os professores voluntários elaborem um relatório anual da sua actividade, no qual deve constar uma autoavaliação"

A certa altura pode ler-se que "o trabalho dos docentes aposentados se constituirá como uma actividade assente no reconhecimento das suas competências científicas, pedagógicas e cívicas, exercida de livre vontade, sem remuneração, numa prática privilegiada de realização pessoal e social".

Isto tudo daria vontade de rir se não fosse um assunto muito sério.
Estes doidos querem acabar com tudo de bom que existe nas escolas, já nem os voluntários podem ajudar em paz, como voluntários que são!!
Quer dizer, uma professora disponibiliza-se para ir à escola, seja a substituir um colega ou simplesmente ajudar numa data especial, e vai ter de planificar e auto-avaliar e o diabo a sete???
E, pior ainda: vai ter de cumprir um horário??
Tudo isto em nome da "realização pessoal"???
Uma das pessoas que eu conheço que tem feito voluntariado já me disse que nunca mais põe os pés na escola...
Diz ela que se "realizará" melhor a passear por aí!

Como eu a compreendo!

__________________

E mudando para um assunto bem melhor:
Os
Pirilampos estão muito felizes porque uma das nossas "histórias de segunda-feira" saiu publicada na Terra do Nunca.
Agora, para a felicidade deles ser completa, só lhes faltam os comentários!

Tarte de amêndoa


Ingredientes:

1 base de massa folhada
150 g de miolo de amêndoa
400 g de açúcar
1,5 dl de água
30 g de manteiga
5 gemas + 2 ovos inteiros
raspa de limão

Preparação:

Untar a tarteira, polvilhar com farinha e forrar com a massa folhada.
Picar as amêndoas muito finas.
Misturar o açúcar com a água e levar ao lume. Deixar ferver durante 5 minutos.
Deixar arrefecer um pouco e juntar a manteiga.
Depois acrescentar a amêndoa, os ovos e a raspa de limão.
Mexer bem.

Deitar este preparado dentro da tarteira e levar ao forno.
Eu pus o forno a 150º e deixei estar durante 30 minutos.

Notas:

Roubei na quantidade de açúcar (só pus 300 g) e usei açúcar amarelo.
Utilizei amêndoas inteiras picadas na altura, porque acho que são mais saborosas que as que compramos já em pó.

Pág. 3/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub