Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fábulas

Fábulas

A vergonha dos concursos de professores (parte 2.947.392.674.836)

Durante a quase totalidade da minha vida profissional (mais precisamente 24 anos), vivi todos os anos, por esta altura, a angústia dos concursos.
Embora nos últimos 7 ou 8 anos tenha deixado de existir o medo de "ir para longe", continuava a angústia de me despedir dos alunos, em Junho, e não saber se os iria reencontrar em Setembro.
Esta situação é horrível, cria ansiedades que não são nada saudáveis e que perduram, mesmo quando já não se justificam.

Será que nunca vai haver um ministério da educação que saiba fazer contas?
E que pensem assim "há x alunos agrupados em x turmas, portanto vamos precisar de x professores"?
E colocá-los atempadamente, e o mais possível perto das suas residências?
(no ano lectivo que acabou conhecia uma professora de Viseu colocada em Aveiro e uma professora de Aveiro colocada em Viseu!!)

E ainda, para precaver substituições temporárias, colocar alguns professores em cada agrupamento?
(e que quando não estivessem a substituir, podiam apoiar os alunos que deles necessitassem?)

E ter a coragem política de suspender os cursos de formação de professores?

Enfim, nesta altura do ano sinto pena de todos aqueles que estão agora a passar por aquilo que já passei e que não desejo a ninguém!
Com a agravante de haver agora muitos professores contratados, quando antigamente ficávamos logo afectos ao ministério e com direito ao ordenado no fim do mês.

Depois aparece o senhor presidente, muito espantado porque nascem poucas crianças!!!
Quem se arrisca a ter filhos quando não sabe nunca se tem emprego e, no caso de o ter, sem saber onde irá parar e ainda, nesse caso, se o ordenado chega para pagar as deslocações!!

8 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub