Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fábulas

Fábulas

Dão-se alvíssaras...

Era uma vez uma escola...
Nessa escola há apenas 2 salas para 3 turmas.
Como a ministra não quer desdobramentos de horários, há uma turma que terá de ser "despachada" para outro local.
Isso vai implicar um professor e uma turma isolados do resto da escola, vai implicar também que haja pais que têm de deixar à mesma hora os filhos em duas escolas diferentes...

Entretanto tudo indica que serão servidas refeições às crianças porque finalmente houve uma ministra que reparou (benza-a Deus!!) que só as crianças do 1.º ciclo do ensino público é que não almoçam nas escolas!
E porquê?
Principalmente porque não há condições físicas nem humanas (uma auxiliar é um luxo que grande maioria das escolas não tem!!)

Para evitar que as crianças tenham de ser transportadas para almoçar noutro local bastaria algo muito simples: que houvesse esse local na escola.
E nem é muito difícil: a tal escola tem um telheiro nas traseiras, bastaria que o fechassem e o transformassem numa sala polivalente (há centenas de escolas que já fizeram isso há anos!)

Mas... acontece que há uma senhora arquitecta na Câmara de Aveiro que acha que essa obra seria inestética!
Propôs em alternativa a colocação de dois contentores no recreio que serviriam de cantina!!!!!!!!!!

Na "luta" pelo bom funcionamento de escola em Setembro andam envolvidos professores, alguns pais, o Presidente da Associação de Pais, o Conselho Executivo do Agrupamento, para além do pessoal da Câmara do Pelouro da Educação, que tanto quanto sei são a favor da construção da sala.

Mas falta uma personagem nesta fábula: a Junta de Freguesia!
Não apareceu nem mandou recado...
Por isso deixo aqui um apelo:
"Procura-se Junta de Freguesia.
Dão-se alvíssaras a quem a encontrar"

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub