Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fábulas

Fábulas

E a culpa continua...

Eu tinha prometido a minha opinião, agora não se queixem...

Quando as crianças chegam à escola já têm no mínimo 5 anos de idade (o que é uma barbaridade, mas isso fica para outro post).
Toda a gente sabe que os primeiros anos de vida são muito marcantes.
Mesmo os nove meses de gestação estão a ser cada vez mais levados em conta como essenciais para o futuro do novo ser.
Se durante esses 5 anos a criança não for estimulada, acarinhada, bem alimentada, bem educada e bem tratada sob todos os aspectos, isso vai comprometer irremediavelmente o seu futuro (escolar e não só).
Portanto, quando uma criança nos chega às mãos, muito do "destino" dela já vem traçado: nos genes e no tipo de vida que levou e vai continuar a levar - pois por enquanto ainda passam 5 horas por dia na escola ;-).
Claro que a escola tem muita influência e pode tornar a vida duma criança muito melhor, ou, infelizmente nalguns casos, muito pior.
Eu acredito, embora sem nenhum "estudo científico" que o possa comprovar, que as pessoas nascem com mais habilidade para umas coisas do que para outras.
Assim, enquanto uns preferem os números, outros gostam mais das letras, outros ainda preferem os desenhos, ou a música...
Daqui sairão crianças com mais apetência para a Matemática, ou para o Português, ou para as Artes.
O papel dos professores é simplesmente ajudar as crianças a descobrir as suas habilidades naturais e a potenciá-las e também tentar fazê-los gostar um pouco das actividades para que têm menos jeito e por isso menos vontade de aprender.
E, se há professores que não cumprem as suas obrigações, então que alguém os tire das escolas para darem lugar aos competentes.

... Milagres ainda não fazemos, embora às vezes andemos lá perto!

16 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub