Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fábulas

Fábulas

... e professores-a-horas

Eu sei que hoje é dia de fotografia, mas não podia deixar escondido nos comentários este desabafo de uma professora, como tantas deste país, que tem um horário incompleto.
Mais uma prova de que se querem fazer omeletas sem partir os ovos e de que esta ministra não está a ir pelo caminho certo...
Os ovos vão partir, se não for a bem vai ser a mal, porque da maneira que as coisas estão é que não podem continuar!
Há professores a mais?
Então tenham coragem e fechem as escolas de formação de professores!
Pelo menos não criam falsas ilusões a pessoas que tiraram cursos especificamente para dar aulas e trabalham agora nas caixas dos hipermercados ou são mão-de-obra-barata que fazem trabalhos especializados (mas mal pagos e precários) para editoras!
E agora o comentário da PN:

«Ultimamente tenho ouvido tanta coisa, tenho visto tanta coisa, tenho lido outra tanta que me desgosta, me desmotiva e me deixa quase à deriva sem saber ao certo o que fazer.
Afinal ando a investir numa profissão que me querem praticamente impedir de exercer.
Na escola vejo os colegas desmotivados, cansados, a entrar na escola às 8 e meia e por vezes a sair às 8 da noite, a serem obrigados a faltar para poder fazer algo que é trabalho para a escola como corrigir testes, a roubar o tempo com a família para planificar aulas.

E no meio destes professores cansados e sobrecarregados, estão professores de part-time, como eu que não sabem se irão ter alguma hipótese de trabalhar a tempo inteiro algum dia ou se será preferível deitar fora 10 anos de investimento e um sonho.»

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub