Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fábulas

Fábulas

IN (disciplinas)

Na minha escola aparecem muitas vezes os meus ex-alunos, para fazerem uma visita, para contar novidades ou simplesmente para não estarem sozinhos em casa.
Na sexta-feira o Daniel (agora no 5.º ano) aparece com um olho negro.
Pôs-se então a contar a história: que o R. deixou cair uma caneta e o P. a apanhou e não a quis devolver, uma vez que a tinha "achado" no chão. Palavra puxa palavra e desataram à bulha...
O Daniel meteu-se no meio para defender o amigo e levou por tabela...
Quando o P. viu a coisa mal parada para o lado dele, não esteve com meias: espetou a caneta no braço do outro!
Eu na minha inocência perguntei: "E porque não foram chamar alguém, não havia por ali uma auxiliar que vos pudesse acudir?"
O Daniel olha para mim com aqueles olhos enormes e expressivos e remata: "Ó professora, chamar a contínua? Então isto passou-se durante a aula!"
.................
O castigo da professora para a o menino que feriu o outro?
Um recado na caderneta...

Agora já sei que me vou meter em polémica, mas o blog é meu e, como diz a Caxopa, aqui quem manda sou eu!!
Não teria sido mais pedagógico este menino ter sido castigado logo ali com uma boa e eficaz palmada?
Será que isso o ia traumatizar e condenar a consultas psiquiátricas para o resto da vida?
Estas crianças há meia dúzia de meses andavam na "primária" e, posso garantir-vos, jamais se comportaram assim! Se a professora entra na sala e há uma bulha, esta cessa imediatamente, sem haver necessidade sequer de lhes chamar a atenção! Chama-se a isto respeito!
E por que motivo estas crianças perdem esse respeito pelos professores tão rapidamente? Boa pergunta, não é? Aguardo respostas...

PS: Os alunos deste caso são crianças que nunca revelaram problemas de comportamento, a não ser aquelas quezílias normais em todas as crianças, que terminam tão depressa como começaram...

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/3

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2005
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2004
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D